Vendas de álcool gel, luvas e máscaras passam a ser limitadas e Procon reforça monitoramento dos preços

0

Medida busca que consumidor tocantinense não seja vítima de preços abusivos na compra dos produtos

Na manhã desta terça-feira, 17, o Sistema Estadual de Defesa do Consumidor (SEDC) decidiu estipular a quantidade que cada pessoa poderá comprar de álcool em gel 70º, máscaras e luvas em farmácias, lojas, mercados, hipermercados e atacadistas no Tocantins. A medida foi aprovada durante reunião na manhã desta terça-feira, 17, no auditório do Procon Tocantins.

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse, visando promover a garantia de prevenção contra o vírus Covid-19 (novo coronavírus) no Estado, determinou nesta terça-feira, 17, que o Procon Tocantins reforce o monitore e oriente os estabelecimentos sobre a venda de álcool em gel 70º, máscaras e luvas.

Desde o último dia 3 de março o Procon Tocantins tem realizado fiscalização em farmácias para coibir a possível prática abusiva na venda destes produtos. Ao todo mais de 150 farmácias já foram fiscalizadas. Nesta segunda-feira, 16, o órgão de defesa do consumidor iniciou o monitoramento em lojas, mercados, hipermercados e atacadistas.

A determinação do governador Mauro Carlesse está em conformidade com a Nota Técnica do Sistema Estadual de Defesa do Consumidor do Estado do Tocantins e tem o objetivo de prevenir que o consumidor tocantinense seja vítima de preços abusivos, diante do aumento da demanda de compras dos itens, já que a utilização deles é importante para prevenção ao vírus Covid-19.

“O aumento abusivo dos preços pode caracterizar oportunismo e especulação financeira. Estamos diante de uma pandemia e precisamos ser responsáveis quanto às medidas de segurança das quais dispõem a população”, afirmou o Governador.

A orientação recomenda ainda aos estabelecimentos a venda dos itens abaixo, de forma limitada aos consumidores, fazendo com que os produtos não entre em falta e atendam um número maior de pessoas.

“A medida se faz necessária para garantir que o acesso do consumidor aos produtos e coibir aumentos excessivos sem justa causa, uma vez que a sociedade já está com dificuldade de encontrar estes produtos. Toda nossa mobilização é para garantir que a prevenção seja eficiente”, afirmou Walter Viana, coordenador do SEDC e superintendente do Procon Tocantins.

– Álcool em gel 70º: até 100 ml, cinco unidades por pessoa;  acima de 100 ml até 500 ml, três unidades por pessoa; acima de 500 ml até 1 litro, duas unidades por pessoa; e, acima de 1 litro, uma unidade por pessoa.

– Luvas e máscaras: caixa, uma unidade por pessoa; avulso, até cinco unidades por pessoa.

Conforme o artigo 56, do Código de Defesa do Consumidor (CDC), as infrações das normas sujeitam o fornecedor a diversas sanções, entre as quais multa, suspensão temporária da atividade, cassação de licença de atividade do estabelecimento ou interdição.

DEIXAR COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui