Governo fecha acordo com instituto para recuperação de rios na Ilha do Bananal

0

Instituto Espinhço, de Minas Gerais, foi chamado para desenvolver o serviço. Projeto piloto será entregue em quatro meses e envolve os rios Javaés e Formoso.

O Governo do Tocantins informou que fechou um acordo com o Instituto Espinhaço, baseado em Minas Gerais, para a recuperação de nascentes e rios na região da Ilha do Bananal, leste do estado. O projeto piloto, que deve ser entregue em quatro meses, será no rio Javaés, que compõe a bacia do rio Formoso.

No ano passado, um trecho de quase 60 km do rio secou e mudou o cenário da ilha, que podia ser acessada por terra. Dependendo dos resultados obtidos pelo instituto na ilha, o projeto pode ser expandido para outras bacias hidrográficas do estado.

O projeto piloto foi celebrado por um termo de cooperação técnica, que não prevê custos para o Tocantins. O Palácio Araguaia informou que tenta viabilizar recursos com o Governo Federal para a criação de um projeto do tipo em todo o estado.

Os principais desafios no rio Javaés são enfrentar o assoreamento e combater casos de captação ilegal da água para irrigação de lavouras. No ano passado o Ministério Público Estadual encontrou barragens irregulares na região e pediu na Justiça a demolição delas.

O pedido foi incluso dentro de um processo que corre desde 2016 e investiga se o projeto de irrigação da bacia do rio Formoso é sustentável no longo prazo. A ilha formada pelos rios desta bacia é a maior do tipo fluvial em todo o mundo e abriga grande diversidade biológica e povos indígenas, inclusive alguns que ainda vivem isolados.

DEIXAR COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui