MP investiga salários de mais de R$ 100 mil para professora em Praia Norte

0

Por dois meses consecutivos a educadora recebeu pouco mais de R$ 102 mil em valores brutos. Ele é contratada pela Secretaria Municipal de Educação.

O Ministério Público Estadual do Tocantins abriu uma investigação para saber porque uma professora da prefeitura de Praia Norte recebeu mais de R$ 100 mil como salário durante dois meses consecutivos. A mulher foi contratada pela Secretaria Municipal de Educação em janeiro de 2017 e os dois pagamentos foram em fevereiro e março de 2019.

Quando foi contratada, o salário dela era de pouco mais de R$ 2,5 mil. Na época em que os pagamentos suspeitos foram feitos ela estava no cargo de supervisora educacional. Em valores líquidos, ela recebeu pouco mais de R$ 70 mil em fevereiro e mais de R$ 100 mil em março. Em valores brutos, o pagamento foi de cerca de R$ 102 mil.

A partir de abril de 2019 o salário dela voltou ao normal. A servidora, que não teve o nome divulgado, continua lotada em Praia Norte.

O MPE disse que a investigação ainda está em fase inicial e que por isso não iria se manifestar neste momento. A prefeitura de Praia Norte e o prefeito da cidade, Ho Che Min Silva de Araújo (MDB) não atenderam as ligações para comentar o caso.

DEIXAR COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui