Acesso ao Crédito apresenta melhor resultado desde 2014, segundo pesquisa da FIETO

0

Na análise nacional, os empresários também se mostraram mais propensos a investir; indicador atingiu 54,1 pontos.

O indicador de Acesso ao Crédito, mensurado pela pesquisa Sondagem Industrial, apresentou neste trimestre o melhor resultado desde 2014 ao atingir 41 pontos. Os itens Elevada Carga Tributária e Competição Desleal apareceram em 1º e 2º lugar como os principais problemas enfrentados neste 3º trimestre de 2019. O estudo é realizado com empresários tocantinenses pela Federação das Indústrias do Tocantins (FIETO), com apoio da Confederação Nacional da Indústria (CNI), e está disponível no portal da FIETO link Estudos e Pesquisas.

A gerente da Unidade de Desenvolvimento Industrial da FIETO, Amanda Barbosa, comemorou a melhora no indicador relacionado ao crédito. “O indicador Acesso ao crédito passou de 38 para 41 pontos nesse trimestre, esse é o melhor resultado desde o 2º trimestre de 2014. A FIETO conta com uma área exclusiva para orientar o empresário tocantinenses a acessar o crédito de maneira consciente’’, avaliou.

Os resultados também mostram que no período em questão a indústria tocantinense permanece desaquecida, o que pode ser visto na redução de 2 pontos no indicador de Atividade Produtiva ao atingir 45 pontos. O indicador de Evolução do Número de Empregados, apesar de ter apresentando crescimento de 4 pontos, permaneceu abaixo da linha divisória de 50 pontos, o que representa diminuição na mão de obra empregada neste setor. Já a análise das condições financeiras apresentaram uma melhoria. O indicador que mede a Satisfação com a Margem de Lucro Operacional teve crescimento de 4 pontos ao atingir 42 pontos neste trimestre.

A pesquisa ainda aponta que os empresários mostraram otimismo e acreditam no aumento da demanda por seus produtos no mercado externo. O índice de expectativa de quantidade exportada, que no trimestre anterior ficou em 56 pontos, neste trimestre registrou 67 pontos. O indicador de intenção de investimento teve 8 pontos de crescimento ao atingir 53 pontos. Na análise nacional, os empresários também se mostraram mais propensos a investir com indicador atingindo 54,1 pontos.

Confiança

Também foi apurado o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) que mostrou expectativas otimistas dos empresários tocantinenses para os próximos seis meses. O indicador alcançou 61,5 pontos, o que mostra o crescimento de 9,4 pontos em relação ao resultado alcançado no mesmo período do ano anterior.

Quanto aos componentes do ICEI, os indicadores de Condições atuais e o de Expectativas tiveram bons resultados. O primeiro passou de 45,9 pontos para 53,2, de julho para outubro, e o segundo aumentou 2,9 pontos neste mesmo período.

DEIXAR COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui