Em nove meses, mais de 60 mortes em rodovias federais do Tocantins são registradas pela polícia

0

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, houve redução de mortes se o número for comparado com o mesmo período do ano passado. Quantidade de acidentes e de pessoas feridas também diminuiu.

Mais de 60 pessoas morreram em acidentes de trânsito nas rodovias federais do Tocantins. O número é referente aos primeiros nove meses deste ano. Apesar da quantidade, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que houve redução na quantidade de mortos. De janeiro a setembro deste ano foram 61 vitimas fatas enquanto no mesmo período do ano passado 64 pessoas não resistiram aos ferimentos em acidentes.

O balanço da PRF apontou que a quantidade de acidentes registrados neste ano também foi menor. Em 2019 foram 379 batidas, saídas de pista, quedas e outros tipos de ocorrência. No mesmo período de 2018 foram 442 acidentes. Já em 2017 a quantidade foi ainda maior: 604 acidentes. A dedução neste ano foi de 37%.

Os acidentes deixaram 422 pessoas feridas neste ano. Em 2018 foram 509 motoristas, condutores e passageiros com ferimentos.

A PRF explicou que a maior parte dos acidentes, principalmente os que registraram vítimas fatais, foram provocados por imprudência dos condutores. Entre os acidentes mais graves estão as colisões frontais causadas por ultrapassagens em local proibido.

A polícia informou que desenvolve ações com a missão de “garantir segurança com cidadania nas rodovias federais e nas áreas de interesse da União”. Segundo a PRF, nos nove primeiros meses de 2019, os policiais desenvolveram operações em datas estratégicas para reduzir o número de vítimas e de acidentes graves.

Segundo a PRF, “a polícia priorizou ações preventivas para redução da violência no trânsito e de acidentes, principalmente relacionados à alcoolemia ao volante e às ultrapassagens proibidas”.

DEIXAR COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui