Latam terá que indenizar adolescentes que ficaram só com roupa do corpo após malas extraviarem em viagem a Nova York

0

Irmãos viajavam com oito malas, mas nenhuma delas chegou ao destino. Companhia levou 14 dias para localizar as bagagens.

A companhia aérea Latam foi condenada a indenizar em R$ 10 mil dois irmãos adolescentes que ficaram só com a roupa do corpo após ter as malas extraviadas na viagem entre Palmas e Nova York (EUA). Os dois viajavam com oito bagagens em dezembro de 2018, mas nenhuma delas chegou ao destino. Além disso, o voo deles teve um atraso de quase um dia inteiro.

A Latam disse que só vai se manifestar nos autos do processo.

A previsão de decolagem no Tocantins era no dia 13 de dezembro, às 15h30, passando por conexão no Aeroporto de Guarulhos (SP), e chegando nos EUA às 06h25 do dia 14. Já na saída houve atraso de cerca de uma hora e duas escalas, em Goiânia (GO) e Ribeirão Preto (SP), foram inclusas no trajeto. Com isso, a chegada em Guarulhos foi apenas às 23h.

Eles foram realocados para o voo do dia 14 para Nova York, também às 23h e perderam praticamente um dia inteiro de viagem. Ao chegarem, perceberam que nenhuma das malas estava no avião.

A companhia pediu que os dois retornassem ao aeroporto no dia seguinte para a entrega, mas as malas não foram localizadas. Elas só apareceram 14 dias depois. No período, os irmãos gastaram cerca de R$ 5 mil para comprar roupas e outros itens de primeira necessidade nos Estados Unidos.

O juiz Adolfo Amaro Mendes, da 1ª Vara Cível de Paraíso do Tocantins, determinou que todo o valor gasto nas compras também seja ressarcido. Os R$ 10 mil são a parte, como indenização por danos morais. A sentença é de primeira instância e cabe recurso.

DEIXAR COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui