Nos 13 anos da Lei Maria da Penha, Valderez ressalta ações de apoio às mulheres

0

A deputada estadual, Valderez Castelo Branco (Progressistas), fez uso da palavra no Plenário da Assembleia Legislativa (AL-TO), nesta terça-feira, 07, dia que a Lei Maria da Penha completa 13 anos. Na oportunidade, exaltou a redução dos números de violência no Tocantins e ressaltou sua luta em prol do direito e proteção das mulheres.

De acordo com o IPEA e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, foram registrados 4.254 assassinatos de mulheres em 2017. Ou seja, uma média de 13 homicídios por dia, o maior número em uma década. Na contramão dos números de outras federações, como São Paulo, que teve aumento de 44% em casos de Feminicídio, o Atlas da Violência registra queda nos crimes desse tipo no Tocantins. A redução foi de 15%, em relação aos anos de 2016 e 2017. O Estado também teve a 5ª maior redução nos casos de feminicídio em todo o País.

Para Valderez, as políticas públicas, a atuação das polícias Civil e Militar, de Organizações Não Governamentais e de toda a Segurança Pública está no caminho certo. Ressaltou ainda o projeto de sua autoria que cria a Semana e o Dia Estadual de Combate ao Feminicídio, aprovado recentemente em plenário, além do pedido de criação da Patrulha Maria da Penha no âmbito da Polícia Militar, que já se encontra em funcionamento. “Com essas ações e muitas outras, queremos contribuir com palestras, capacitações e projetos para combater este crime contra as mulheres no nosso Tocantins”, finalizou.

DEIXAR COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui