ANA determina que usina aumente vazão de água para a temporada de praias no Tocantins

0

Agência determinou que reservatório de Serra da Mesa, em Goiás, terá que aumentar a vazão dos atuais 200 para 300 metros cúbicos por segundo. Medida é para compensar as chuvas abaixo da média no estado.

A Agência Nacional de Águas (ANA) determinou que a Usina Hidrelétrica de Serra da Mesa, em Goiás, terá que aumentar a vazão de água que é liberada do reservatório em função da temporada de praias no Tocantins. A medida é para compensar as chuvas abaixo da média no estado e garantir a recuperação da bacia hidrográfica.

A resolução estabelece que Serra da Mesa terá que aumentar a vazão de água dos atuais 200 para 300 metros cúbicos por segundo. Entre janeiro e abril a vazão chegou a fica em apenas 100m³/s. A ANA informou que levou em consideração um pedido do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) feito em 10 de maio que alertava que a vazão na região está abaixo da média desde 2014.

Caso o aumento da vazão eleve os níveis dos rios acima do esperado, a situação deve ser compensada pelas usinas de Peixe-Angical e Luís Eduardo Magalhães, as duas no Tocantins. A vazão aumentada fica em vigor entre os dias 10 de junho e 20 de agosto, quando é realizada a temporada de praias e os rios do estado ficam lotados de banhistas.

Conforme o dado mais recente do Sistema de Acompanhamento de Reservatórios (SAR) da Agência, de 29 de maio, o reservatório estava com uma acumulação de 22,84% de seu volume útil. O rio Tocantins, onde está a usina, é administrado pelo Governo Federal, já que atravessa vários estados. Ele tem mais de 2,4 mil quilômetros de extensão.

DEIXAR COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui